quinta-feira, 4 de agosto de 2011

FONOLOGIA - ENCONTROS CONSONANTAIS

   Como a maioria das turmas em que trabalho está começando o semestre, e sempre começo pela fonologia, vale a pena chamar a atenção para os encontros consonantais.

   Os pobrezinhos são descartados dos estudos por serem considerados muito fáceis, já que basta identificar duas consoantes juntas e pronto, lá está o encontro consonantal. Mas será que isso é sempre fácil assim? Vejamos a tirinha abaixo:


   Quantos palavras possuem encontro(s) consonantal(is) no 1º quadrinho?

a) 8 (filho, abre, vidro, pra, empadas, precisa, minha, superfoa)
b) 6 (abre, vidro, pra, empadas, precisa, superfoa)
c) 5 (abre, vidro, pra, precisa, superfoa)

   A resposta certa é letra "c", mas tem muita gente que marca letra "a" e um número ainda maior que marca letra "b". Vejamos o porquê:

   Para eliminar a letra "a", basta saber a diferença entre encontro consonantal e dígrafo consonantal. Os encontros "lh" e "nh" nunca vão ser encontros consonantais porque são dígrafos, isso sem falar que o "h" não é consoante.

   Para eliminar a letra "b", no entanto, deve-se levar em conta o dígrafo vocálico "em", que representa o fonema vocálico nasal /e~/. Sendo assim, o "m" da palavra empadas não é uma consoante, então não forma encontro consonantal.

   O segredo da fonologia é prestar atenção nos SONS (FONEMAS), não na GRAFIA (LETRAS) das palavras.

   Beijos!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário